Seguro Viagem para motocicletas – demorou, mais valeu esperar, pois chegou cheio de vantagens

Seguro Viagem para motocicletas – Para começar em grande estilo este artigo e também te dar aquela água na boca para viajar de moto, assista a esse vídeo onde alguns de nossos amigos fazem uma viagem realmente fascinante:

Seguro viagem para motocicletas – A novidade!!!

Motociclistas, fiquem atentos, pois agora vocês podem viajar mais protegidos, visto que acaba de ser lançado o mais esperado seguro, o seguro viagem para motocicletas.

Este novo tipo de seguro vem preencher uma lacuna, tendo em vista já existir no mercado o seguro viagem para quem viaja de automóvel e de ônibus, e estatisticamente falando, ocorrem mais acidentes com motos, portanto ele chega em uma excelente hora.

Seguro viagem para motocicletas – coberturas

Listamos abaixo todo tipo de cobertura que você terá direito, portanto verifique junto a sua seguradora se seu plano contempla todas estas coberturas:

  • Assistência emergencial 24 horas;
  • Ampla cobertura em assistência médica;
  • Repatriações;
  • Assessoria jurídica;
  • Remoção hospitalar;
  • Envio de acompanhante;
  • Garantia de viagem de regresso.

Lembrando que tanto o piloto como o garupa, estarão cobertos pelo seguro viagem para motocicletas.

Seguro viagem para motocicletas – por que devo contratar

Ter um seguro viagem é fundamental, tanto no quesito proteção física, quanto financeira, tendo em vista que qualquer tratamento feito no exterior é absurdamente caro, e estando você coberto pelo seguro, você terá toda uma equipe para te auxiliar nos possíveis imprevistos que venham a ocorrer, não somente com a moto, mas com você e sua(seu) acompanhante.

 Seguro viagem para motocicletas

Seguro viagem para motocicletas – Valor e seguradoras

Este novo produto está com o custo de R$ 30,00 (trinta reais) para cinco dias em viagens nacionais, e de US$ 68,00 (sessenta e oito dólares) em viagens internacionais.

Ele também já está sendo comercializado por diversas seguradoras, mas uma seguradora que está obedecendo fielmente às coberturas é a Vital Card (você pode acessar o link da seguradora clicando aqui), e ele pode ser contratado 100% on-line.

Alguns cartões de crédito também fornecem um seguro viagem, a grande diferença para um seguro de viagem de cartão de crédito é que eles não te dão toda a assistência oferecida pela seguradora.

Uma das vantagens que o motoqueiro possui com o seguro viagem é que não existe um compromisso mensal, ou seja, ele não vai precisar pagar mensalmente o seguro, já que este é feito somente quando ele viaja e pelo período de sua viagem, apenas. Outra vantagem é que, fora a assistência hospitalar, médica, farmacêutica e odontológica que ele inclui, o viajante ainda tem direito ao envio de um acompanhante, serviço de concierge, garantia de regresso de viagem, entre outras.

E mais! Caso aconteça o pior, o seguro viagem para motocicleta cobre repatriação funerária. Esse auxílio funerário é um auxílio por morte acidental e que possui cobertura opcional de seguro residencial temporário que cobre o período todo da viagem, assim o motociclista poderá viajar ainda mais tranquilo.

Dicas para sua viagem ser mais segura com sua moto

Veja como ter mais segurança nos rodovias:

  • Nos semáforos, sempre pare sobre a linha divisória da pista.
  • Se parar atrás do carro, outro condutor pode não ter tempo o suficiente para brecar o veículo e bater na traseira da sua moto.
  • Procure sempre andar na mesma pista. Se o motociclista à sua frente frear bruscamente, pare a moto também, pois ele pode ter visto algo que você ainda não percebeu.
  • Só ultrapasse pela ESQUERDA, sempre sinalizando adequadamente.
  • Evite “costurar” em vias de maior velocidade, pois os motoristas não esperam que uma moto venha do lado de seu veículo nesses locais. Caso haja alguma colisão, os estragos serão bem maiores, tanto materiais quanto para a integridade física dos seus ocupantes.
  • Mesmo durante o dia é fundamental andar com o farol aceso, para que haja mais visibilidade do veículo.

Velocidade da via

Respeite a velocidade da via em que estiver trafegando. Ela foi determinada considerando uma série de fatores, como fluxo de veículos e de pedestres, para que acidentes fossem evitados. Em alta velocidade, os riscos de acidentes com ferimentos e mortes são muito maiores.

Atenção e concentração

Muitos acidentes seriam evitados se os condutores envolvidos estivessem mais atentos à direção. Alguns condutores subestimam os perigos do trânsito por dirigirem há muito tempo.

Assim, na direção, não atenda o celular, e preste atenção à sinalização, ao estado das vias, aos demais veículos e pedestres.

Sinalização

O respeito às placas e a outros tipos de sinalização é mais um meio de garantir a segurança de todos no trânsito. Os cursos de reciclagem são importantes para que o condutor se mantenha atualizado e relembre todas as placas.

Antes de fazê-las, os motociclistas devem ter visão de todos os veículos, e utilizar sempre a esquerda, com a devida sinalização. Outra providência indispensável é manter a distância necessária para concluir a manobra. Como as motos são mais rápidas, a ultrapassagem se torna mais perigosa. Assim, se a pista tiver sentido duplo, ou se as condições de visibilidade não forem boas, não é aconselhável ultrapassar outro veículo É primordial, para sua segurança, a visibilidade do motociclista para os demais condutores de veículos. Para isso, a moto deverá ter os faróis ligados de dia e à noite, ininterruptamente, e o motociclista usar roupas claras, com materiais refletivos.

Distância

A moto não pode estar ‘colada’ no veículo da frente, nem vice-versa. Afinal, a distância pode salvar vidas. Ela é fundamental para que haja tempo de frear diante de um imprevisto.

O tempo de reação (que vai do momento em que se enxerga o obstáculo até aquele em que se toma uma atitude para evitar o acidente), geralmente, é 0,75 centésimos.

Assim, para calcular a distância adequada a ser mantida, deve-se considerar o tempo de reação e a velocidade da motocicleta. Quanto mais rápida, maior deve ser a distância. O ideal seria que houvesse espaço alguns metros entre os veículos, mas isso não é comum no trânsito congestionado das grandes cidades.

Pista molhada

A chuva diminui o atrito do pneu com a pista. Assim, é preciso tomar uma distância ainda maior dos outros veículos, já que o tempo de frenagem (o que se leva desde o acionamento do freio até a completa paralisação do veículo) é duas vezes maior do que nas pistas em condições normais. Os pneus devem estar sempre bem calibrados, com a pressão correta (ver manual do veículo), ainda mais quando a pista estiver escorregadia.

Antes de sair pela estrada é preciso se atentar a:

  • Não esquecer de levar a chave reserva;
  • Levar cartões de crédito, por questões de segurança, dinheiro e cheques em locais separados;
  • Averiguar se os documentos da sua moto estão em dia e não se esquecer de checar o licenciamento, o DPVAT e sua CNH, para não levar documentos vencidos;
  • Não se esquecer de fazer um seguro viagem para motocicletas, assim você terá uma viagem mais tranquila, mesmo se ocorrer imprevisto.

Agora que foi feito as malas, foi feito o seguro viagem motocicleta, agora só nos resta pegar a estrada!!!

Você também pode gostar destes artigos:

 

Seguro Viagem para motocicletas – demorou, mais valeu esperar, pois chegou cheio de vantagens
5 (100%) 13 votes
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Equipe SeuSeguroViagem.com

Add your Biographical Info and they will appear here.

14 Comments
Serafín Fernández

Qual é a Asseguradora que realiza seguro de viagem para viagem de motocicleta?

Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *